Edgar Pêra, o Homem-Kâmara

 

destaquemasterclass-edgar-pera-108

masterclass-edgar-pera-096masterclass-edgar-pera-105No âmbito do ciclo de Cinema “Edgar Pêra, uma retrospetiva”, promovido pela Fundação de Serralves, sob a curadoria de António Preto,  assisti à masterclass “Cine-diários do homem-Kâmara”, proferida pelo cineasta.

O  Cinema como busca incessante do Olhar (ou Prazer) Original.
Há na abordagem dos géneros, dos formatos, da duração, dos planos e na cumplicidade entre as Artes uma (re)inventividade transgressora.
Eis um “fazedor de filmes” para quem uma imagem são muitas imagens dentro de uma só. (Ir)realidade da matéria da Criação em sintonia com o Criador, dado que também ele parece albergar muitos cineastas dentro de si.
Adorei a masterclass “Cine-diários do homem-Kâmara” e das Kâmaras concebidas como prolongamentos do homem. A utopia do prazer cinéfilo realizada.

masterclass-edgar-pera-102masterclass-edgar-pera-097 masterclass-edgar-pera-109 masterclass-edgar-pera-121 masterclass-edgar-pera-123

masterclass-edgar-pera-155

Uma vasta exposição permite ao contemplador (per)seguir a criação multiforme e profícua de Edgar Pêra.  Eis alguns dos meus registos fotográficos:

masterclass-edgar-pera-003 masterclass-edgar-pera-035 masterclass-edgar-pera-013masterclass-edgar-pera-021 masterclass-edgar-pera-022 masterclass-edgar-pera-031 masterclass-edgar-pera-032 masterclass-edgar-pera-044 masterclass-edgar-pera-040masterclass-edgar-pera-045 masterclass-edgar-pera-049 masterclass-edgar-pera-054 masterclass-edgar-pera-057 masterclass-edgar-pera-059 masterclass-edgar-pera-066 masterclass-edgar-pera-073 masterclass-edgar-pera-081 masterclass-edgar-pera-082 masterclass-edgar-pera-086 masterclass-edgar-pera-088 masterclass-edgar-pera-091 masterclass-edgar-pera-093

masterclass-edgar-pera-152

_____________________

“Nota Marginal”: Esta nova rubrica “outras cinefilias” é constituída por outros amores – amores cinéfilos – e só aparentemente é que não se relaciona com o Plano Nacional de Cinema.
Dado que consubstancia, para mim, uma prática preciosa e insubstituível na formação e elevação da minha sensibilidade estética e que consiste em ver filmes nos mais variados contextos, como por exemplo, em festivais, encontros, observatórios, mostras, retrospetivas e ouvir os seus realizadores. Única forma para aprender sobre Cinema. E um privilégio.

Top