Persépolis, Marjane Satrapi, Vincent Paronnaud, 2007

Os alunos do 8º A optaram por frequentar o Clube de Cinema e o filme não podia ser mais inquietante e (des)encantador: Persépolis não é apenas a narrativa biográfica da iraniana Marjane Satrapi mas de um país e de um mundo que necessita(va) de se humanizar. E neste processo de aperfeiçoamento, a criação, o conhecimento, a vontade individual e coletiva assumem formas resistência contra os preconceitos alicerçados na ignorância, na opressão e na manipulação.

Por que é que “o homem é o lobo do homem”? (Thomas Hobbes)

Como referiu o aluno Carlos Cunha: “Só a esperança de Marjane podia melhorar a sua vida e a do seu país.”

Top